alt="Inicio"
Entrada seta Notícias seta EXTENSÃO DOC LISBOA NA MAIA
EXTENSÃO DOC LISBOA NA MAIA Imprimir e-mail
docTerá lugar no próximo dia 21 de maio, às 21h30, na Sala de Cinema do Centro Comercial Venepor, a primeira ação da Extensão do DocLisboa na Maia, iniciativa conjunta do Cineclube da Maia e do Pelouro da Juventude da Câmara Municipal da Maia, com a apresentação do filme “Hotline”, da realizadora Silvina Landsmann.

O Doclisboa é um festival de cinema que pretende questionar o presente do cinema, em diálogo com o seu passado e assumindo o cinema como um modo de liberdade tentando, de forma permanente, ser um lugar de imaginação da realidade através de novos modos de perceção, reflexão e novas formas possíveis de ação. É também o único festival exclusivamente dedicado ao documentário em Portugal, aberto a diversos géneros e tendências, que abre horizontes a novas maneiras de pensar, de olhar o mundo e de comunicar.


Em 2009 foram criadas as extensões do Doclisboa e ao longo destes seis anos o Festival já viajou de Norte a Sul de Portugal, tendo levado o documentário a Barcelos, Vila do Conde, Vila Nova de Gaia, Coimbra, Castelo Branco, Leiria, Alcobaça, Castro Verde, Aljustrel, Moura, São João da Madeira, entre outros. A nível Internacional, Paris, Cabo Verde e Macau são alguns dos destinos que já acolheram o festival.

O objetivo das extensões do Doclisboa prende-se, por um lado, com a descentralização da programação de cinema documental - sobretudo do cinema português - e, por outro, a consolidação de parcerias com Municípios e Cineclubes e as suas comunidades, que pretendem sejam sólidas, duradouras e frutuosas.

Reconhecendo o valor, a qualidade e o interesse desta iniciativa, o Pelouro da Juventude da Câmara Municipal da Maia associou-se ao Cineclube da Maia com vista a trazer para o nosso município uma extensão do Doclisboa, com a seguinte programação:

21 de maio de 2016 - 21h30
Local: Sala de Cinema do Centro Comercial Venepor
Preço: 3,50€ normal | 3€ estudante | 1,40€ associado
Filme: Hotline
Cor | 2015 | Israel, França | 99min
Sinopse: Uma pequena ONG sediada em Telavive – A Linha Directa para Refugiados e Migrantes –, dedicada à promoção dos direitos de refugiados e trabalhadores migrantes sem documentos, em Israel. Para além do seu serviço direto (visitas semanais a centros de detenção e serviços de linha directa) presta aconselhamento jurídico, realiza atividades de política pública e procura assegurar a implementação das leis existentes de proteção dos direitos humanos básicos.
Realização: Silvina Landsmann nasceu em 1965 em Buenos Aires, na Argentina. Formada na Universidade de Tel Aviv, Landsmann é uma ativista, professora e cineasta com ascendência israelita conhecida pelos seus dois únicos trabalhos na 7ª Arte, os documentários “Hotline” e “Bagrut Lochamim”.

18 de junho de 2016 - 18h00

Local: Sala de Cinema do Centro Comercial Venepor
Preço: 2€ normal | gratuito para associados
Filme: A Glória de Fazer Cinema em Portugal
Cor | 2015 | Portugal | 16min
Sinopse: A 18 de setembro de 1929, José Régio enviou uma carta a Alberto Serpa, manifestando vontade de criar uma produtora e começar a fazer filmes. Durante quase 90 anos, nada mais se soube: nunca se encontrou nenhuma resposta e Régio nunca mais mencionou o assunto. A descoberta de algumas bobinas antigas no tesouro de um coleccionador parece dar um fim à história.
Realização: Manuel Mozos

Filme: Motu Maeva
Cor | 2014 | Portugal | 43min
Sinopse: Retrato de Sonja, aventureira do século XX, a viver numa ilha que ela construiu sozinha: Motu Maeva.
Realização: Maureen Fazendeiro

21h30
Local:
Sala de Cinema do Centro Comercial Venepor
Preço: 3,50€ normal | 3€ estudante | 1,40€ associado
Filme: Pára-me de Repente o Pensamento
Cor | 2014 | Portugal | 100min
Sinopse: Cafezinho, cigarrinho. Moedinha, outro cafezinho. Utentes vagueiam pelos corredores. Circulam sós. Esperam. Mais uma passa, um cigarro que morre em beata. Terapias que apelam aos sentidos. Rotinas que os puxam para a realidade. É a vida que se repete nos espaços de um hospital psiquiátrico. A lucidez e a loucura vivem juntas. Do mundo exterior chega um ator que procura o seu personagem para uma peça de teatro, submergindo no mundo interior dos esquizofrénicos. Os utentes são parte do processo de construção do personagem. No meio da névoa o ator depara-se com um poema de Ângelo de Lima, alienado de condição. O personagem de teatro nasce. O cinema documenta.
Realização: Jorge Pelicano nasceu na Figueira da Foz em 1977. É licenciado em Comunicação e Relações Públicas e pós-graduado em Comunicação e Jornalismo na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Foi repórter de imagem da SIC Televisão de 2001 até 2012. Estreou-se no documentário com “Ainda há Pastores?” (2006) com o qual ganhou mais de uma dezena de prémios nacionais e internacionais. “Pare, Escute, Olhe” (2009), sobre a desativação da linha ferroviária do Tua, foi outro documentário igualmente premiado. Em 2012 Jorge Pelicano foi um dos criadores e realizador da série de documentários "Momentos de Mudança", um programa que quebrou o formato tradicional do jornalismo televisivo através da introdução do conceito de jornalismo cinematográfico. Em 2015 lançou o seu mais recente documentário, “Pára-me de Repente o Pensamento”.

maio 2016
 
Advertisement
Advertisement
 
Advertisement
 
Advertisement
Advertisement
 
 
Advertisement
 
 
 
 
 
 

FJ
CA
LJ
GAAPP
AJM
CMJ

Meteorologia

O Tempo na Maia

O Pelouro no ...

logo twitter  
 

Localização

Mapa

 
Advertisement